segunda-feira, 23 de setembro de 2013

DÍZIMO NUNCA FOI DINHEIRO!! NÃO FAZ PARTE DA NOVA ALIANÇA DE JESUS CRISTO, O NOVO TESTAMENTO!

Muitos recebem um pacote-pronto-doutrinário-inviolável-inquestionável, nem si quer buscam na Palavra de Deus e em oração, para saber se as doutrinas que receberam estão em conformidade com a Palavra de Deus.
A doutrina do dízimo é uma dessas doutrinas, é lei do Antigo Testamento e está sendo usada no Novo Testamento de Jesus Cristo

A lei foi dada por Deus a Moisés, os 10 mandamentos e mais 603 ordenanças. Isso durou até que Cristo viesse cumprir toda a justiça de Deus, sim, Jesus é a graça pela qual somos salvos.


Dizendo Nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar. Hebreus 8:13


Eis que dias vêm, diz o Senhor, e que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá. Jeremias 31:31


O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. 2 Coríntios 3:6


Dar dízimos, guardar sábados, sacrificar animais em holocaustos, circuncisão, eram leis do velho testamento, mas hoje Jesus fez um novo testamento, uma nova aliança, para que sejamos livres, livres em espírito, Jesus, anulou a LETRA da Lei, mas iniciou o tempo da interpretação que estava encoberta na Lei. 
A Lei não foi anulada, nenhum jota ou til foi anulado até que tudo se cumpra.
Foi anulada sim, a interpretação da LETRA, mas, mantém a interpretação revelada de todo o Velho Testamento e, ainda, todo o Novo Testamento deixado pelos Apóstolos.

Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído

Gálatas 5:4

Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.

E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.
Gálatas 3:10-11

O dízimo nunca foi dinheiro, o dízimo foi instituído para que não faltasse nenhum alimento aos levitas, pois os levitas não tiveram herança entre as tribos de Israel, eles foram escolhidos para o ministério do templo. Eis alguns versículos que provam que os dízimos não eram dinheiro, e que era dado ao levitas, peço que prestem atenção nas palavras que coloquei em letras maiúsculas:


VELHO TESTAMENTO, DÍZIMO = ALIMENTO.


Números 18:21

E eis que AOS FILHOS DE LEVI tenho dado TODOS OS DÍZIMOS em Israel POR HERANÇA, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação.

Números 18:24

Porque os dízimos dos filhos de Israel, que oferecerem ao Senhor em oferta alçada, TENHO DADO POR HERANÇA AOS LEVITAS; porquanto eu lhes disse: NO MEIO DOS FILHOS DE ISRAEL NENHUMA HERANÇA TERÃO.

Números 18:26

Também falarás aos levitas, e dir-lhes-ás: Quando RECEBERDES OS DÍZIMOS DOS FILHOS DE ISRAEL, que eu deles VOS TENHO DADO POR VOSSA HERANÇA, deles oferecereis UMA OFERTA ALÇADA AO SENHOR, OS DÍZIMOS DOS DÍZIMOS.

E ainda há o caso dos levitas que ainda davam o dízimo dos dízimos a Aarão o sacerdote, e sabemos que Arão era figura do Senhor Jesus Cristo, que hoje é o sumo sacerdote eterno, e se o dízimo é válido, para quem se entregará o dízimo dos dízimos? Pois Cristo está no seu trono e não necessita do dinheiro imundo desse mundo.


Hebreus 6:20

Onde JESUS, nosso precursor, entrou por nós, FEITO ETERNAMENTE SUMO SACERDOTE, segundo a ordem de Melquisedeque.

Deuteronômio 14:22

Certamente darás os dízimos DE TODO O FRUTO DA TUA SEMENTE, que cada ano SE RECOLHER NO CAMPO.

Deuteronômio 14:23

E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, COMERÁS OS DÍZIMOS DO TEU GRÃO, DO TEU MOSTO E DO TEU AZEITE, e os primogênitos das TUAS VACAS E DAS TUAS OVELHAS; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus todos os dias.

Deuteronômio 14:28

Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da TUA COLHEITA no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas;

Deuteronômio 26:12

Quando acabares de separar todos os dízimos da TUA COLHEITA no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os darás AO LEVITA, AO ESTRANGEIRO, AO ÓRFÃO E À VIÚVA, para que COMAM dentro das tuas portas, e se fartem;

2 Crônicas 31:5

E, depois que se divulgou esta ordem, os filhos de Israel trouxeram muitas primícias de TRIGO, MOSTO, AZEITE, MEL, e de todo o PRODUTO DO CAMPO; também os dízimos de tudo trouxeram em abundância.

Neemias 10:37

E que as primícias da nossa massa, as nossas ofertas alçadas, o fruto de toda a árvore, o mosto e o azeite, traríamos aos sacerdotes, às câmaras da casa do nosso Deus; e OS DÍZIMOS DA NOSSA TERRA AOS LEVITAS; e que os levitas receberiam os dízimos em todas as cidades, DA NOSSA LAVOURA.

Neemias 13:5

E fizera-lhe uma câmara grande, onde dantes se depositavam as ofertas de alimentos, o incenso, os utensílios, os dízimos do GRÃO, do MOSTO e do AZEITE, que se ordenaram para os levitas, cantores e porteiros, como também a oferta alçada para os sacerdotes.

Neemias 13:12

Então todo o Judá trouxe OS DÍZIMOS DO GRÃO, do MOSTO e do AZEITE aos celeiros.

Malaquias 3:10

Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja MANTIMENTO na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.

Deveria ter alimento na casa do Senhor, para que aos levitas não faltasse nada. O DÍZIMO NUNCA FOI DINHEIRO.


Mas transformaram o dízimo em dinheiro e o pobre gafanhoto em demônio, o Senhor repreendia o devorador da colheita para aqueles que dessem os dez por cento de suas colheitas e Deus os abençoava porque eles também abençoavam aos levitas.


Quando o Senhor Jesus diz que não se coloca vinho novo em odre velho está se referindo exatamente à lei, o vinho novo é a graça e o odre velho é a lei.


MEDITE NA PALAVRA, O QUE IMPORTA É O QUE A PALAVRA DE DEUS DIZ...SE PRECISO COMECE TUDO DE NOVO, ESQUEÇA OS PACOTES PRONTOS DOUTRINÁRIOS QUE FORAM APRENDIDOS NO PRÉDIO, O QUE IMPORTA É O QUE A PALAVRA DE DEUS DIZ!!!


Note que o dízimo era tomado "SEGUNDO A LEI"...não tem desculpa dizer que o dízimo não estava na lei.


Hebreus 7:5

E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, SEGUNDO A LEI, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão.

Gálatas 5:4

Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído.

Gálatas 3:10

Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.

Gálatas 3:11

E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.

Gálatas 3:12

Ora, a lei não é da fé; mas o homem, que fizer estas coisas, por elas viverá.

Gálatas 3:13

Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;

O Senhor é misericordioso, ele está sempre falando, avisando, os que estão em erro, mas muitos preferem tapar seus ouvidos e dar as costas para Deus, ouça a voz do Bom Pastor, os escravos não herdarão o reino dos céus porque não aceitam que o fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê, são como os judeus, judaízantes, não largam da lei, são adúlteros espirituais porque possuem um outro marido "A LEI", judeus crucificaram Jesus por não aceitar que não cumpria a lei pela letra.


Se depois de ler tudo isso você ainda quiser continuar sendo escravo, saiba que os escravos não herdarão o reino dos céus:


Gálatas 4:30,31

Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
De maneira que, irmãos, somos filhos, não da escrava, mas da livre. 

É SÉRIO!!!!!!


Palavra para meditação, aqui nesse texto temos um grande exemplo de como agem os que estão debaixo da lei, assim como os judeus estavam, debaixo da lei ninguém consegue entender a revelação espiritual da Palavra dada pelo Espírito Santo. Portanto, é essencial meditar na Palavra e pedir entendimento para Deus. 


JOÃO 8:1


JESUS, porém, foi para o Monte das Oliveiras.

E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava.
E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério;
E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando.
E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?
Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra.
E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.
E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.
Quando ouviram isto, redarguidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio.
E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.
Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.
Disseram-lhe, pois, os fariseus: Tu testificas de ti mesmo; o teu testemunho não é verdadeiro.
Respondeu Jesus, e disse-lhes: Ainda que eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro, porque sei de onde vim, e para onde vou; mas vós não sabeis de onde venho, nem para onde vou.
Vós julgais segundo a carne; eu a ninguém julgo.
E, se na verdade julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou.
E na vossa lei está também escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro.
Eu sou o que testifico de mim mesmo, e de mim testifica também o Pai que me enviou.
Disseram-lhe, pois: Onde está teu Pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai.
Estas palavras disse Jesus no lugar do tesouro, ensinando no templo, e ninguém o prendeu, porque ainda não era chegada a sua hora.
Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Eu retiro-me, e buscar-me-eis, e morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, não podeis vós vir.
Diziam, pois, os judeus: Porventura quererá matar-se a si mesmo, pois diz: Para onde eu vou não podeis vir?
E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo.
Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que EU SOU, morrereis em vossos pecados.
Disseram-lhe, pois: Quem és tu? Jesus lhes disse: Isso mesmo que já desde o princípio vos disse.
Muito tenho que dizer e julgar de vós, mas aquele que me enviou é verdadeiro; e o que dele tenho ouvido, isso falo ao mundo.
Mas não entenderam que ele lhes falava do Pai.
Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis que EU SOU, e que nada faço por mim mesmo; mas isto falo como meu Pai me ensinou.
E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.
Dizendo ele estas coisas, muitos creram nele.
Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos;
E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres?
Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado.
Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre.
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.
Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não entra em vós.
Eu falo do que vi junto de meu Pai, e vós fazeis o que também vistes junto de vosso pai.
Responderam, e disseram-lhe: Nosso pai é Abraão. Jesus disse-lhes: Se fôsseis filhos de Abraão, faríeis as obras de Abraão.
Mas agora procurais matar-me, a mim, homem que vos tem dito a verdade que de Deus tem ouvido; Abraão não fez isto.
Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe, pois: Nós não somos nascidos de fornicação; temos um Pai, que é Deus.
Disse-lhes, pois, Jesus: Se Deus fosse o vosso Pai, certamente me amaríeis, pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas ele me enviou.
Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra.
Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.
Mas, porque vos digo a verdade, não me credes.
Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?
Quem é de Deus escuta as palavras de Deus; por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus.
Responderam, pois, os judeus, e disseram-lhe: Não dizemos nós bem que és samaritano, e que tens demônio?
Jesus respondeu: Eu não tenho demônio, antes honro a meu Pai, e vós me desonrais.
Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue.
Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte.
Disseram-lhe, pois, os judeus: Agora conhecemos que tens demônio. Morreu Abraão e os profetas; e tu dizes: Se alguém guardar a minha palavra, nunca provará a morte.
És tu maior do que o nosso pai Abraão, que morreu? E também os profetas morreram. Quem te fazes tu ser?
Jesus respondeu: Se eu me glorifico a mim mesmo, a minha glória não é nada; quem me glorifica é meu Pai, o qual dizeis que é vosso Deus.
E vós não o conheceis, mas eu conheço-o. E, se disser que o não conheço, serei mentiroso como vós; mas conheço-o e guardo a sua palavra.
Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se.
Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos, e viste Abraão?
Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou.
Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou.

MEDITE NESTE ESTUDO TAMBÉM QUE FALA SOBRE ESTE ASSUNTO:


OS DEZ MANDAMENTOS DA LEI DE MOISÉS


Paz do Senhor Jesus a todos.


Gisele Alves

8 comentários:

Anônimo disse...

E MATEUS 23:23, PALAVRAS DO PRÓPRIO JESUS?

Gisele Alves disse...

Esse texto de Mateus 23:23 é usado pelos que se dizem "pastores", e o transformaram num texto bíblico de padrão inquestionável, usado erradamente para extorquir as ovelhas.

“O próprio Senhor Jesus disse que além de outras coisas, deveríamos, também, entregar os dízimos.”

Texto bíblico:
Evangelho Segundo Mateus, 23:23
"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei: o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas."


É enfatizado o final do versículo 23 de Mateus 23:

"... deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas..."

Ou seja, aqueles, com quem Jesus falava, deveriam, além do juízo, a misericórdia e a fé, também, entregar o dízimo. Ou, deveriam entregar o dízimo e não deixar o juízo, a misericórdia e a fé.

Em ordem:
Primeiro: Nesta passagem da Bíblia, Jesus está tratando com “Escribas e Fariseus” - este detalhe é imprescindível, pois, quando tratamos de assuntos com determinadas pessoas, sabemos o que são, e como devem ouvir conforme
entendem.

Uma frase equivalente para o versículo 23 seria:
"Escribas e fariseus já que vocês guardam a lei e vivem pela lei, então, deveriam atentar para os outros detalhes mais importantes da mesma lei."

Por essa razão, Jesus disse que, deveriam cumprir um e não omitir o outro, já que eram rigorosos e exigentes segundo a lei do Velho Testamento, a lei de Moisés. Compreendeu?

Jesus, trata(va) com os escribas e fariseus com a sabedoria da verdade real com discernimento e interpretação revelada, e não pelo entendimento da aparência, do que parece ser conforme o homem natural.
Lembra da sabedoria e reta justiça de Jesus quando argumentou com aqueles que pretendiam apedrejar a mulher que flagraram em adultério? Sim, segundo a reta justiça. Mas, a lei é implacável. ( Evangelho de João 8:1 – 11 )
Sendo tão implacáveis, além de dizimar segundo a lei, cumpram os outros mandamentos mais importantes da mesma lei.

Segundo: Antes de considerar a frase final do versículo 23, conforme vimos, devemos, antes, considerar a frase anterior que diz: ...pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei ... "
Sim, o “mais importante da lei”. Agora entende porque é imprescindível o detalhe de que Jesus estava tratando com escribas e fariseus?
Se cumprem um item da lei, também, sejam cumpridos todos os outros.

Terceiro: Jesus julgou os escribas e fariseus como hipócritas.
Exemplos de hipócritas:
- Alguém que não conhece a verdade da bíblia e exige dos ignorantes da Palavra o seu cumprimento à risca. São opressores.
- Exigem dos pobres e regalam-se em deleites com o dinheiro tirado deles.
- Tira o dinheiro suado que seria usado para comprar o leite do pobre e sua criança e, transforma esse dinheiro, em coca-cola para saciar a sua sede na cantina.
- Usa o dinheiro tirado do pobre e paga a conta do seu serviço da net, sky seja lá qual for.
- Do dinheiro pouco do pobre que se abana com papel ele compra um ar condicionado;
- Do dinheiro da condução do pobre ele atualiza o seu carro do ano.
- Do dinheiro para o feijão com arroz do pobre ele faz um banquete para o encontro anual dos líderes poderosos da igreja de Jesus Cristo no melhor hotel da cidade, 10 estrelas... 100 luz
... e tantas outras ...
Alguém, mais uma vez, pode gritar neste momento e dizer: " E as boas obras que a igreja faz? Você não vê isso? Só vê o lado ruim? "
Certamente reconheço as boas obras, certo que, boas obras mesmo não sendo crente uma multidão tem feito, e, muito mais. Um traficante dos famosos morros sustentam a comunidade com dinheiro de injustiça.
Sustentar um ministério com dinheiro de sofrimento de pobres e ignorantes, exigir e tirar deles com erro, violência, pecado e blasfêmia, ao invés de dar para eles, é dinheiro de injustiça também. O Senhor Jesus não tem conivência com esse tipo de obra.

Gisele Alves disse...


Quarto: As denominações pentecostais, mundialmente conhecidas e tradicionais, Assembleia de Deus, Deus é Amor e outras não pentecostais, que usam desse versículo para sustentar o dízimo, são contra aqueles que guardam o dia de sábado, os adventistas do sétimo dia, ao ponto de julgá-los como uma seita.

Agora, se fosse correto o argumento que usam para o dízimo, baseado em Mateus 23:23, deveriam também, aplicar na guarda do Sábado para suas denominações. Releia o texto de Mateus 23:23 e mude o foco do assunto, de dízimo passe para o dia de sábado, pois a origem dos focos e o contexto interpretativo, é a mesma situação, ou seja ... a lei do Velho Testamento.

Mateus 12:1-8, diz:
"Naquele tempo passou Jesus pelas searas, em um sábado; e os seus discípulos, tendo fome, começaram a colher espigas, e a comer.
E os fariseus, vendo isto, disseram-lhe: Eis que os teus discípulos fazem o que não é lícito fazer num sábado.
Ele porém, lhes disse: Não tendes lido o que fez Davi, quando teve fome, ele e os que com ele estavam?
Como entrou na casa de Deus, e comeu os pães da proposição, que não lhe era lícito comer, nem aos que com ele estavam, mas só os sacerdotes?
Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa?
Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo.
Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.
Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor."
Basta meditar uma pela outra: é a mesma situação em diferentes itens da lei do Velho Testamento.
Sendo, o sacerdócio de Jesus Cristo, maior que o sacerdócio levítico do templo terreno, ele é maior do que a lei. Por isso, até do sábado ele é Senhor.
Ele não guarda a lei de Moisés, pois, o sábado da lei de Moisés é o sábado terreno, natural. O sábado do Senhor é eterno. Ele é o Senhor desse sábado eterno, quando de tudo se descansará, depois do fim de tudo. No sábado eterno, Deus não trabalha, cessam todas as obras, tudo volta para a situação de paz e eternidade, com a finalização de todas as coisas.
Se você não está enquadrado acima continue em paz, continue na sua santa, imaculada e irrepreensível caminhada da fé. Então, no que diz respeito ao texto bíblico de Mateus 23:23, reinterpretado, o argumento que apresentam para sustentar o dízimo, está errado.

Explicação retirada do livro: Dízimos e Ofertas
Mais poderosos que Deus Pai e Jesus Cristo

Leia: http://www.blues.lord.nom.br/livros-online-estudos-biblicos-book-bible-study-the-lord-church/Dizimos-e-Ofertas-Idolatria-Evangelica-3-ed.pdf

Anônimo disse...

Muito bom!!! E analisando as passagens do VT citadas, fica claro q o q é ensinado hj tbm não é nem de longe o q era feito no sacerdócio levítico... ou seja, o Sacerdócio de Jesus Cristo não tem sido observado e o sacerdócio levítico tem sido "avacalhado".

Maria Vitoriano disse...

E como vces explicam o sustento dos que vivem no altar,como fala no NT?Se não for dos dizimos e ofertas como seria????

Gisele Alves disse...

O dízimo não pode ser usado numa igreja verdadeira do Senhor Jesus, pois o dízimo é uma obrigação da lei de Deus dada por Moisés no velho testamento , nos prédios atuais, cumprem o dízimo e não cumprem as outras leis como guardar sábado, apedrejar adúlteros, sacrificar animais, circuncidar meninos, o dízimo é uma obrigação da lei que era para ser cumprido junto com todas estas, são mais de 600.
Todos devem meditar na palavra para entender as coisas que estão escritas e não seguir o que é ensinado por falsos pastores, numa igreja verdadeira do Senhor não há impedimento algum de ser levantado ofertas para cobrir a necessidade da igreja, o que estamos informando aqui no texto é a obrigação do dízimo, pois eles usam esta lei para enriquecer, e as ovelhas cada vez mais estão necessitadas.
Não podemos fingir que não enxergamos esta blasfêmia que vem ocorrendo dentro desses prédios, o verdadeiro evangelho do Senhor está sendo anunciado, é momento de decisão, seguir o evangelho do Senhor Jesus ou ser enganado por falsos até cair no abismo.
Paz do Senhor
Gisele Alves

Gisele Alves disse...

A maravilhosa Palavra de Deus. Os diálogos de Jesus Cristo são como "flechas certeiras".
Sinto a virtude do Espírito Santo escrevendo essas linhas.

Enquanto meditava veio a lembrança sobre o mancebo rico.
No Evangelho de Lucas, capítulo 18, a partir do versículo 18, um diálogo é iniciado.

Um mancebo, um jovem rico e Jesus.
Esse jovem perguntou para Jesus sobre o que deveria fazer para herdar a vida eterna.
Esse jovem já guardava os mandamentos e, Jesus lançou a "flecha que acerta o alvo".

Lucas 18:22, diz: "... Ainda te falta uma coisa: vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me."
A Bíblia diz que, o mancebo, após ouvir essas palavras, ficou muito triste, porque era muito rico.

Há pregadores e ensinos bíblicos que tentam "amenizar" essas palavras de Jesus ditas em Lucas 18:22.
Tipo: "não foi bem isso que o Mestre quis dizer". Será?

Enquanto meditava, perguntei ao Deus da minha vida, qual o detalhe que não percebemos ainda nesta passagem bíblica?

A frase de Jesus é irretorcível? Tentar amenizar, é sensato? é certo?

Aleluias! Durante essas perguntas que fazia, veio a Palavra ao meu entendimento dizendo:
"Jesus, quando disse para o jovem vender tudo o que tinha, não estava medindo a riqueza material dele, mas estava vendo, onde estava a "glória" do jovem.
Quando Jesus diz para vender tudo o que tem e dar aos pobres, VERDADEIRAMENTE estava dizendo isso mesmo, sem "amenizar" nada.

O jovem deveria literalmente vender tudo o que tinha, dar aos pobres e seguir Jesus.

O nosso Senhor Jesus Cristo, por amor a nós, deixou a "Sua Glória" e se fez pobre, não pobre no sentido material, mas, nascer neste mundo é ser pobre, carne de pecado e enganos, mundo de corrupção que jaz no maligno.
A riqueza material deste mundo, conforme a verdade de Cristo, é NADA.

Nascer neste mundo esconde uma triste verdade. Jesus aniquilou a si mesmo sendo igual aos homens.
Filipenses 2:7,8, diz:
"Mas, aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz."

Quando Jesus disse ao jovem para vender tudo, dentro da mensagem está embutida a verdade:
Jesus deixou a "Sua Glória" por amor de nós, e nós? Deixamos a mentirosa glória dessa vida, mesmo que seja o dinheiro do mundo inteiro, por amor a Jesus e seguí-lo? "

A Palavra de Deus não permite divagação emocional, teológica ou filosófica.

Quando o Senhor Jesus chama, vem embutido no chamado:
"Abri mão da minha Glória por amor de você.
Você abre mão da "sua glória" (que não tem valor algum) por amor de Mim?"

Mateus 10:39, diz:
"Quem achar a sua vida perdê-la-á;
e quem perder a sua vida por amor de mim acha-la-á."

...Paz ao seu coração.

Texto acrescentado em 26.12.2008
Veio mais ao entendimento, conforme exposição existente neste site, sobre os 10 Mandamentos da Lei de Moisés.

O jovem rico guardava os Mandamentos da Lei de Moisés, mas, o Senhor Jesus disse-lhe que, ainda, faltava uma coisa.

Mesmo guardando os Mandamentos da Lei de Moisés, não dava ao jovem rico, acesso ao reino dos céus.
O acesso ao Reino dos Céus é o Filho de Deus. O acesso ao Reino dos Céus é seguir Jesus e andar na sua Palavra.
A Lei de Moisés não salva, não dá acesso ao reino dos céus.

Igrejas que se dizem evangélicas, onde ensinam e pregam que, se não entregar os dízimos ou guardar sábados, entre outras leis interpretadas naturalmente (raciocínio ou entendimento de homem natural, não espiritual), pela letra morta, perde a salvação da alma ou Deus o acusa, isso é doutrina de demônio e blasfêmia contra Deus Pai.

Gisele Alves disse...

Em Jesus Cristo, a Lei de Moisés passa para a interpretação revelada e não há mais o viver pela interpretação natural, conforme homem natural. A justiça e justificação não vem da Lei de Moisés mas da Graça em Jesus Cristo.

Jesus veio cumprir a Lei e, ao mesmo tempo, anular a Lei. Não é apenas, como normalmente aprendemos que, Jesus veio cumprir a Lei porque a Lei os profetas falam Dele. Não. Está errado esse argumento limitado que anula a real significação de que em Cristo, toda a Lei se cumpre.

Toda a Lei se cumpre porque, toda a interpretação revelada será manifestada em Cristo, na Nova Aliança, pela obra do Espírito Santo e, toda a interpretação natural, é encerrada em Cristo, pois, é a letra morta.

No Velho Testamento está oculta e encoberta toda a riqueza e glória da interpretação revelada para a edificação da Igreja pelo Espírito Santo e não pela letra morta.

Todo o ensino para a Igreja, na Nova Aliança, vem da interpretação revelada do Velho Testamento.
Atentando para os ensinos dos verdadeiros apóstolos do Cordeiro, compreendemos que tiveram essa interpretação revelada pelas Escrituras.

Não é permitida a interpretação pessoal da Bíblia ( o que é comum nos dias de hoje, para a perdição ), mas, sim, a interpretação revelada pelo Espírito Santo que é seu único inspirador.

Sergio Luiz Brandão